· · Comentários

Joias, cobre e alergia

· · Comentários

A hipersensibilidade aos metais funciona como qualquer outra alergia. Segundo o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular, “algumas células da pele reagem ao contato com alguns metais e o corpo considera a substância como um invasor, enviando rapidamente uma resposta inflamatória. O resultado: vermelhidão, coceira, inchaço ou erupção cutânea, com bolhas ou descamação da pele no local."

Resumindo, qualquer metal pode causar alergia. Contudo o níquel, o cobalto e o cromo encontrados nas bijuterias são os mais comuns. Na produção das joias, o cobre presente nas ligas de ouro e prata também pode causar alergia em algumas pessoas. Por isso é tão importante, caso seja detectada alguma alergia ao utilizar joias, que seja feito o teste de contato ou patch test para identificar os componentes que provocam alergia no seu corpo. Desta forma, com conhecimento, você poderá optar por comprar joias sem cobre.

O ouro branco é a única liga de metal nobre que não contém cobre - por isso, recomendado para quem tem alergia. Porém antes de comprar, procure saber os componentes da liga para não comprar ouro branco com níquel. Procure por marcas de joias, que tenham o controle da matéria-prima que utilizam. Esta é uma das razões pelas quais eu mesma executo as minhas próprias ligas. Assim tenho 100% de certeza do que estou oferecendo.

O cobre, elemento químico encontrado na natureza - Cu da tabela periódica -, está presente em cerca de 5% a 7,5% das ligas de prata; de 10% a 15% nas ligas de ouro amarelo; e de 20% a 25% nas ligas de ouro rosa. O cobre, por ser um metal não-nobre, reage com o oxigênio e provoca a oxidação das joias de prata e até das joias de ouro, mesmo sendo tão pouco utilizado na liga dos metais. 

Para os alérgicos, vale lembrar também que existe cobre nos seguintes alimentos: fígado de vitela ou de boi cozido, mexilhões, ostras cruas ou cozidas, cereais integrais, caju, amendoim, amêndoa, nozes e cogumelos.